ADVComm - Tecnologia Fotoluminescente e Acessibilidade

Solicite um Orçamento

Nome*

E-mail*

Telefone*

Mensagem

Não preencher:

O que são placas fotoluminescentes?

placas fotoluminescentes

Para se iniciar a discussão sobre o que são placas fotoluminescentes, primeiro é preciso conhecer a importância e a utilidade da sinalização de segurança contra incêndio e pânico. Essa sinalização é uma medida de proteção passiva que foi desenvolvida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, em 2004, a fim de atender, do ponto de vista técnico, o que está estabelecido na legislação brasileira.

A sinalização de segurança contra incêndio e pânico, da qual fazem parte as placas fotoluminescentes, é uma exigência obrigatória a todas as edificações e áreas de risco, com exceção de residências unifamiliares, ou seja, aquelas em que viva apenas uma família.

Regida pela norma brasileira NBR 13434, partes I, II e III, essa medida de segurança prevê os padrões técnicos que devem ser observados para que os locais em questão sejam certificados de que possuem as condições de segurança contra incêndio durante o período de uso e ocupação da edificação ou área de risco.

No próprio texto da ABNT 13434, consta a seguinte redação: “a sinalização de segurança contra incêndio e pânico tem como objetivo reduzir o risco de ocorrência de incêndio, alertando para os riscos existentes, e garantir que sejam adotadas ações adequadas à situação de risco, que orientem as ações de combate e facilitem a localização dos equipamentos e das rotas de saída para abandono seguro da edificação em caso de incêndio”.

Placas fotoluminescentes na sinalização

De acordo com o parágrafo acima, a NBR 13434 tem como propósito orientar as pessoas e localizar os equipamentos e as rotas de fuga, mas como fazê-lo numa situação de corte de energia, em que não haja nenhuma visibilidade, por exemplo?

Pensando nessa situação, foi estabelecido que as sinalizações que têm como função indicar rotas de saída de emergência ou mostrar as ações necessárias para orientar as pessoas, bem como as sinalizações que têm como finalidade localizar equipamentos de combate a incêndio e alarme, como extintores, mangotinhos e hidrantes, por exemplo, devem ser feitas por meio de placas fotoluminescentes.

placas fotoluminescentes

Desempenho fotoluminescente

O efeito fotoluminescente na sinalização é o que garantirá a sua visibilidade no escuro e, segundo a NBR 13434, o fator de fotoluminescência, isto é, o tempo o qual a placa emite luz, deve corresponder a um valor mínimo exigido.

Além disso, as placas fotoluminescentes têm a obrigatoriedade de serem atestadas por laboratórios reconhecidos e certificados pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e os dados do desempenho de luminescência devem estar explicitados na própria sinalização.

De acordo com o texto técnico de sinalização de segurança contra incêndio e pânico, o desempenho das placas fotoluminescentes devem apresentar os seguintes requisitos mínimos, em megacandelas por metro quadrado.

  • Após 10 minutos, deve ser de 140 mcd/m²
  • Após 60 minutos, deve ser de 20 mcd/m²

Além disso, a autonomia do sinal luminoso da placa deve ser de, no mínimo, 1.800 minutos, e as cores emitidas devem ser amarelo esverdeado para o período de autonomia e branco na ausência de luz ambiente.

Para saber mais sobre placas fotoluminescentes, clique aqui.


Publicada em Dicas de Sinalização, Leis e Normas de Sinalização, Sinalização.
Comentários

Cadastra-se para receber conteúdo exclusivo.

ADVComm © 2021

Política de Privacidade

Feito por:

Agência - Marketing Digital

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.